13/01/17

the vag life

É certo que o meu lado mais girly não é muito diferente do lado girly de qualquer homem mas, ainda assim, há já uns anitos que ganhei o hábito de me maquilhar regularmente e gosto disso. No entanto, eu maquilho-me sempre, rigorosamente sempre, da mesma forma: base, eyeliner e rímel. Só.

Quer vá sair com alguém especial, quer vá a uma festa qualquer, a um casamento ou comprar ovos ao supermercado, vou sempre mascarada de panda (ah, o drama do eyeliner) a todo o lado, mantendo o trio primordial: base, eyeliner e rímel.

Entenda-se que para mim já foi um grande avanço começar a usar base em pó para fixar a líquida e sabe deus o tempo de demorei a conseguir meter o rímel - serviu-me de orgulho ter um talento inato para o eyeliner mas, mesmo assim, volta e meia passo por aquele drama de querer só um risquinho e acabar com o risco preto quase na testa porque aquela merda nunca fica igual nos dois olhos.

Agora, o problema é outro: meti na cabeça que está na hora de mudar. Que talvez não fosse assim tão má ideia aprender a maquilhar-me como gente grande e deixar de usar sempre a mesma coisa - mas o drama começa quando a pessoa vai ver vídeos de maquilhagem e se perde no meio de tantos pózinhos diferentes, que nem o diabo sabe para que servem, e fica sem entender muito bem porque é que parece ter de possuir 3192 pincéis diferentes. Além de que o resultado me parece sempre exagerado, demasiado artificial, uma fusão entre a belle dominique e o joker - a única coisa que eu queria era uma maquilhagem simples e discreta, não era ir a um baile de máscaras.

Desisto.

1 comentário:

Agridoce disse...

Lembra-me para falarmos sobre isso ;)