19/01/17

é o que dá basear-me no harry potter

Gosto de tags. 

Gosto de atribuir tags às pessoas importantes para mim para poder encontrar facilmente as coisas que escrevi sobre elas - nunca uso os nomes próprios, uso sempre algo mais ou menos simbólico. Ou mais ou menos totó, claro; dei-me conta agora de que usei, para alguém do meu presente, exatamente a mesma tag que usei, há uns anos, numa altura negra da minha vida em que me envolvi com alguém que, realmente, não valia o meu tempo. 

Reler o que escrevi na altura teve uma certa piada por pensar em tudo o que eu ainda não sabia naquela data, por tudo o que me aconteceu depois - mas é bom que me lembre de que, apesar de ser uma boa tag, não a posso voltar a usar, tal como não faço questão de repetir essa história.

Sem comentários: